Archive for the ‘Poesia’ Category

Lá por volta de 2002/2003, conheci, por intermédio de uma grande amiga, um sujeito que a gente pode dizer que era singular: José Maria Rodrigues Filho, o Zé du Mar. Sabe aquele tipo que você bate o olho e de cara já virou o seu mais novo “velho amigo”? Sujeito de coração, caráter, ombridade e […]


Desdém

21jan08

* Florbela Espanca Andas dum lado pro outro Pela rua passeando; Finges que não queres ver Mas sempre me vais olhando. É um olhar fugidio, Olhar que dura um instante, Mas deixa um rasto de estrelas O doce olhar saltitante… É esse rasto bendito Que atraiçoa o teu olhar, Pois é tão leve e fugaz […]